Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

TUDO AVULSO

Acontece-me... Por inspiração... transpiração... ou porque me apetece...

TUDO AVULSO

Acontece-me... Por inspiração... transpiração... ou porque me apetece...

24
Jun19

Abaixo as emoções

Mariali

«Que mais vale seguir meu próprio dharma, mesmo imperfeito, do que o dharma d´outro na perfeição»

 

Já tinha dito que iniciei uma formação de Filosofia Prática em Janeiro, que tomei conhecimento  pelo facebook , que encaminhei para as minhas filhas, mas elas reenviaram-me afirmando que era excelente para mim.

Para aprender e para uma boa reflexão é sempre tempo. E a ver fui...

Terminou no fim de Maio. A avaliação foi um trabalho para apresentar, feito em casa. Ora, o  mais difícil foi como começar...

Havia a liberdade de elaborar como bem nos apetecesse. Então, por vezes, usei a 1ª. pessoa, para reforçar a aprendizagem, a reflexão que fiz durante estes 4 meses, com todos os temas interligados. Como uma história...

Como consegui, nem eu sei, foi necessário muita inspiração e transpiração.

Quando lá cheguei, pedi para ser a 1ª. a apresentar. E "arrumar" de uma vez com o meu estado de nervos.

Terminei a apresentação com o sonho sobre o meu pai, "o peso do coração do morto"..., uma leve referência ao Egipto (já publiquei este sonho). Mas as emoções, nesta parte final, traíram-me... Fazer figura de "lamechinhas", fora de horas, não gosto.

Bem, fui aplaudida, abraçada. Cá para comigo, pensei, por que razão...

Original. Diz que... Mas, equilibrar  o meu triângulo (tamas, rajas e sattwa), é necessário.

A virtude está no meio.

 

Estou em outra Formação- II Parte. 

 

18
Jun19

ROMA

Mariali

Estou em falta, nem que seja, somente, para comigo, por não ter publicado algumas das muitas fotografias das duas cidades que visitei: Cracóvia e Roma.

Vou mostrar-vos as que se referem a Roma. Cracóvia fica para outro post.

 

Já lá tinha estado, em Roma, em família e através de uma agência. Em Maio, fui com duas amigas, as do costume...:)

 

Então, quero aqui registar que não utilizamos qualquer transporte nos percursos que fizemos dentro da cidade. O hotel era situado perto da Praça de Espanha, por isso, calcorreámos ruas e praças, atravessámos pontes, do rio Tibre, visitámos igrejas e monumentos e até vimos o papa, sem marcação...

Tanto caminhámos, serenamente, como mais apressadas... Quando necessário, sentávamo-nos numa esplanada para saborear o momento,  ou um "tartufo de chocolate", um cafezinho, uma água...

 

E, já com saudades, acabámos o pacote de viagens marcadas em dia de black friday...;) 

 

Alguns registos...

DSC06108.JPG

DSC06096.JPG

DSC05989.JPG

DSC06178.JPG

DSC06177.JPG

DSC06184.JPG

DSC06095.JPG

DSC06264.JPG

DSC06007.JPG

DSC05725.JPG

DSC05979.JPG

DSC05741.JPG

DSC05742.JPG

DSC05949.JPG

DSC05839.JPG

DSC05955.JPG

DSC05751.JPG

DSC05794.JPG

60467819_1596010563865625_7668317997068451840_n.jp

 

 

 

 

 

11
Jun19

Há recomeços que demoram

Mariali

Há recomeços  que demoram.

No fim de semana seguinte ao meu aniversário, tomei a decisão de fazer um convívio só com os meus irmãos e seus respectivos cônjuges, quem os tem, claro.

Apesar da presença de irmãos não ser na totalidade, éramos quase vinte.

Uma trabalheira, mas repleta de felicidade.

Já há muito que não os via deste modo, em festa. Relaxados, descontraídos, adolescentes, pareciam... Pudera, sem filhos ou netos para se distraírem ou preocuparem...

E, também, porque, os últimos "encontros", foram de despedida.

 

Todo o dia não se proporcionou para um momento que queria especial, "o silêncio", pelos que já partiram. O meu pai, a minha mãe e irmão. Os mais recentes, ambos, no mesmo ano, um a seguir ao outro.

O entardecer estava mágico, próprio do fim de um dia quente no campo.  E foi ainda debaixo do grande guardassol que jantamos. Depois, anoiteceu e já outra mesa, dentro de casa, esperava-nos para as sobremesas...

 

E foi o momento certo. Interrompi a alegria e conversas cruzadas de alguns. Pedi meio minuto de silêncio. Não é necessário descrever o que aconteceu. Nem eu sei, porque, no final das palavras, transbordei de tanta emoção... Os parabéns foram cantados como um hino, como um escape, como uma oração...

 

Houve abraços apertados. Abraços que jamais esquecerei...

E a festa continuou.

Quando nos lembramos de tirar fotos, já o céu reluzia estrelado, mas lá bem longe :)

DSC06328.JPG

 

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D