Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

TUDO AVULSO

Acontece-me... Por inspiração... transpiração... ou porque me apetece...

TUDO AVULSO

Acontece-me... Por inspiração... transpiração... ou porque me apetece...

18
Dez16

É tempo de natal

Mariali

Quem nunca ouviu falar de codornos?

Codorno é Natal. Dezembro. Em tons acastanhado, dourado e rosado. Duro e suculento. Parece nunca amadurecer. Resistente às intempéries, às penicadelas dos pássaros e às dentadas nossas...

Ontem fui ao campo e lembrei-me que, para o natal, faltava pouco e também me faltavam os codornos. Assados ou em compota são deliciosos. Sabor único. Só quem os saboreou em criança consegue sentir todo o paladar, cheiro, textura. E eu nunca quero quebrar esta minha tradição seja ela verdadeira ou de sonho de criança.

Se eu não fosse à aldeia, iriam ficar por lá, esquecidos, caídos e eu nunca mais me perdoaria. Eles fazem parte da mesa de Natal, são os corta sabores de toda a doçaria da época.

O pessoal adora os meus codornos, quem já os provou, claro... 

DSCN2657.JPG

 *cesta de codornos

13
Dez16

Nova viagem- Madrid

Mariali

Casadas, livres e desimpedidas. Só, à primeira vista, é que parece um paradoxo...

Madrid foi o nosso destino. Ainda no aeroporto, apanhámos o Metro em direcção à Gran Via. Aí, localizava-se a rua onde "coabitaríamos" durante três dias. Guardámos as nossas bagagens e logo saímos à conquista da cidade.

Caminhávamos... O sol e o céu imenso brilhavam e envolviam-nos num abraço. Os edifícios, majestosos e de bela arquitectura, especados, observavam-nos e acenavam, parecia... Como adolescentes, no modo de expressar, dávamos gritinhos de felicidade: -Estamos em Madrid! Estamos em Madrid! O ar fresco, os agasalhos, as visitas aos museus, parques, ruas e praças, toda a sua história, provocaram uma subida substancial de temperatura...

Ui!... O sentimento que percorreu todo o meu ser... Não há palavras para descodificá-lo. Como é maravilhoso a liberdade, o desapego às nossas coisas: À casa.  À família. À cidade onde moramos... 

Os horários são outros, os interesses também o são. Há uma vontade e alegria que nos empurra e incentiva a viver, a caminhar, a descobrir, a admirar. A espantar. Coisas que, muitas vezes, estão adormecidas e que despertam.

Na hora de regressar é bom. Sentimos necessidade disso. O cansaço. Saber que nos esperam... Por saudade ou por necessidade de organização. Não importa. Estamos cá. De volta.

DSCN2000

DSCN1941

DSCN1905

DSCN1908

DSCN2015

DSCN2188

DSCN2031

DSCN2090

DSCN2080

DSCN2126

DSCN1978

 

21
Nov16

Poema de Ricardo Reis e Lua de Julho

Mariali

sobre o mar

Segue o teu destino,

Rega as tuas plantas,

Ama as tuas rosas.
O resto é a sombra
De árvores alheias.

A realidade
Sempre é mais ou menos
Do que nós queremos.
Só nós somos sempre
Iguais a nós-próprios.

Suave é viver só.
Grande e nobre é sempre
Viver simplesmente.
Deixa a dor nas aras
Como ex-voto aos deuses.

Vê de longe a vida.
Nunca a interrogues.
Ela nada pode
Dizer-te. A resposta
Está além dos deuses.

Mas serenamente
Imita o Olimpo
No teu coração.
Os deuses são deuses
Porque não se pensam.

 

Ricardo Reis, 1-7-1916

02
Jan16

Palavras à solta na recta final do ano

Mariali

Carinhosas: -"És sem dúvida a tia mais original e criativa.

Inspiras-me."

Desnecessárias: -"Essas flores são para mim?"

Atrevidas: -"O seu olhar mostra que está distante, algo a preocupa.

Mostra inteligência, diria que tem perfil de directora de escola,

que comanda toda esta gente."

Apaziguadoras: -"Ela é assim, fala com os olhos..."

Prometedoras: -"Que no calendáro do novo ano haja mais dias para um café."

DSCN8092.JPG

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D