Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

TUDO AVULSO

Acontece-me... Por inspiração... transpiração... ou porque me apetece...

TUDO AVULSO

Acontece-me... Por inspiração... transpiração... ou porque me apetece...

11
Jun19

Há recomeços que demoram

Mariali

Há recomeços  que demoram.

No fim de semana seguinte ao meu aniversário, tomei a decisão de fazer um convívio só com os meus irmãos e seus respectivos cônjuges, quem os tem, claro.

Apesar da presença de irmãos não ser na totalidade, éramos quase vinte.

Uma trabalheira, mas repleta de felicidade.

Já há muito que não os via deste modo, em festa. Relaxados, descontraídos, adolescentes, pareciam... Pudera, sem filhos ou netos para se distraírem ou preocuparem...

E, também, porque, os últimos "encontros", foram de despedida.

 

Todo o dia não se proporcionou para um momento que queria especial, "o silêncio", pelos que já partiram. O meu pai, a minha mãe e irmão. Os mais recentes, ambos, no mesmo ano, um a seguir ao outro.

O entardecer estava mágico, próprio do fim de um dia quente no campo.  E foi ainda debaixo do grande guardassol que jantamos. Depois, anoiteceu e já outra mesa, dentro de casa, esperava-nos para as sobremesas...

 

E foi o momento certo. Interrompi a alegria e conversas cruzadas de alguns. Pedi meio minuto de silêncio. Não é necessário descrever o que aconteceu. Nem eu sei, porque, no final das palavras, transbordei de tanta emoção... Os parabéns foram cantados como um hino, como um escape, como uma oração...

 

Houve abraços apertados. Abraços que jamais esquecerei...

E a festa continuou.

Quando nos lembramos de tirar fotos, já o céu reluzia estrelado, mas lá bem longe :)

DSC06328.JPG

 

 

 

12
Mai19

Motivos para festejar

Mariali

 

Não mais entrou pelos portões verdes do cemitério para visitar seus familiares.

 

Era o seu aniversário, ontem, 11 de Maio. Uma festa que só ela sabe organizar.

Subimos a Montanha- o Nariz do Mundo. Tudo a preceito. Tudo com requinte, apesar da distância dos grandes centros e da simplicidade do restaurante ...

Porque, da mala do carro,  saíram cestas de malvas, castiçais e velas brancas, caixinhas e dedicatórias. Poemas...

E a toalha de xadrez, como pano de fundo, só podia contrastar e reforçar o bom gosto da aniversariante.

 

Sem querer descrever discursos e presentes, ementa e sorrisos... Um ramo era segurado em suas mãos. Ela observava-o,  apontava aquela e aqueloutra- as pétalas-, nomeando o nome das flores. Encantada... São lindas! E sorriu para mim. Talvez, certificando-se se teria sido eu quem o comprara.

 

Regressámos. Sua mãe a seu lado. Debilitada, apesar da jovialidade que quer demonstrar. São 94 anos já feitos.

De repente, ela diz:- Não avisei o caseiro, este ramo era lindo para deixar aqui. Mas não consigo.

"Aqui", era o cemitério, por onde passávamos no momento.

 

Desde que o irmão morrera, havia 6 anos, nunca mais lá entrara. Deixou de os visitar. Pai, tia e esse seu irmão.

 

Prontamente nos oferecemos para levar o ramo de flores ao jazigo onde eles moram. Ela hesitou, a voz embaçou... Mas parou o carro.

 

Saímos, à pressa, eu e outra amiga, ambas, outrora,  amigas de seu irmão. Passámos os portões entreabertos. Ansiosas, procurámos os nomes e os rostos desbotados pelo tempo, e achámos.

Lindos, sem dúvida alguma. Substituímos a água suja do vaso e colocamos o ramo de flores, aquele que a fez sorrir, que a encantou... E que agora se juntou às pessoas mais queridas, que a viram nascer e crescer...

 

Quando entrámos no carro, ela soluçava, silenciosamente, não queria que sua mãe se apercebesse. -Tão lindos que eles estão, lá nas fotos- dissemos.

Outra amiga, a Maria Luísa dizia-lhe:- Decide-te. Vai lá. Acaba com esse sofrimento..

 

E elas foram. Eu, a mãe e a outra amiga deixámo-nos ficar.

O carro aquecia, elas demoravam. Saí e fui espreitar... saíam abraçadas, soluçando. Corri de braços abertos. Entrelaçámo-nos e chorámos, alto. Ninguém nos ouvia.

 

Só o irmão, lá encima, piscava o olho, e sorria, ao seu jeito. 

 

Pelo menos, que a força e a coragem permaneçam, sempre que os queira visitar...

 

24
Mai13

Aniversário

Mariali

Foi um dia em cheio. Já bastava festejar o meu aniversário. Este dia deixa-me sempre um pouco desconcertada. Por um lado, apetece-me comemorar com todos os familiares e amigos, por outro, sei que é quase impossível. E, nesta indecisão, acabo por seguir o caminho mais fácil, mais barato e mais egoista. Não quero ninguém. E, deste modo, festejo apenas com os que resolvem surpreender-me...

Este ano estive das 14h às 17.30h no tribunal. Eu e a minha filha mais nova comparecemos perante um grupo de batinas/togas negras e os dois assaltantes, para relatar o que se passou há quase 3 anos.  Entramos separadamente. Anteriormente, não fizemos qualquer combinação sobre o que iríamos dizer. E cada uma expôs tudo o que ainda se recordava. Depois, fomos interrogadas pelo juiz e pelo advogado de defesa dos assaltantes. Parece que não deixamos dúvidas quanto ao sucedido. A sentença será lida dia 6 de Junho.

Agora, os assaltantes "renovaram" a nossa imagem. Várias pessoas acharam-nos de "fibra". Ter coragem de dar a cara perante dois assaltantes, prostitutos e um deles drogado.

Sei que houve queixas que foram retiradas. Sei que a prisão, caso haja, não adianta de nada. Sei que o mais jovem é toxicodependente, precisa é de quem o ajude. Sei que não devemos cruzar os braços. Sei que não penso no que poderá acontecer...

 

16
Nov12

A Vida...

Mariali

Hoje, Saramago faria 90 anos. Quem se habituou à sua escrita sente necessidade de saborear, de vez em quando, a sabedoria que ele soube transmitir nas suas palavras, ao longo do seu tempo. São tantos os pensamentos e citações que abundam nos Média, escolher um ou dois é complicado... 

Nesta fase da vida encontro-me mais susceptível a este tema, daí a minha escolha...

 

"A vida, que parece uma linha recta, não o é. Construímos a nossa vida só nuns cinco por cento, o resto é feito pelos outros, porque vivemos com os outros e às vezes contra os outros. Mas essa pequena percentagem, esses cinco por cento, é o resultado da sinceridade consigo mesmo."

 

 

08
Nov10

Cavalos à solta...

Mariali

Terras de Basto, mês de Setembro, dia de aniversário da Catarina, uma das festas surpresa do Verão passado. Algumas fotografias do espaço onde decorreu a confraternização. Toda a área destinada ao evento: os cavalos também participaram, fizeram parte do cenário, percorrendo livremente o espaço vedado; e, claro, não poderiam faltar as abóboras, as espigas de milho, as hidrângeas, os girassóis e, naturalmente, a natureza...

Pouco mais foi necessário para um ambiente acolhedor, apenas pessoas bem dispostas, e uma mesa recheada de bons petiscos.

Aqui está um bocadinho das minhas origens...

 

23
Mai09

O Presente...

Mariali

 

Estes últimos dias não estive por cá. Acabei de chegar agora mesmo e logo corri para aqui,para visitar os vossos blogs... Muito bem!  Vocês têm-se dedicado.

Amanhã, ou logo... comentarei.  Agora quero publicar um post que já deveria ter sido publicado no dia 21, mas como não tinha computador no local onde me encontrava...

Todas as professoras recebem ou receberam cartas, bilhetinhos... uns mais elaborados outros, enfim, rasgados de qualquer maneira e entregues à socapa, deixados na secretária, ou então entregues em mão, não vá o diabo tecê-las e serem extraviados...

Num destes dias, nas minhas desarrumações, encontrei estas quadras. Alunos de oito/nove anos... Por trás, estão as assinaturas de todos eles. Resolvi procurar a foto referente ao grupo e... cá estão eles.

Sónia, Francisca, Raquel, Raquel Duarte, Maria João, Joana Martins, Diana, Tânia, Maria Filipa,  Joana Sofia, Catarina, Ana Raquel, Admir, Jaime, João, Samuel, Rui, David, Luís, André, José Gaspar, Jorge, Miguel, Ricardo, Gonçalo e Marco.

 

    

Como a digitalização não está nas melhores condições, basta clicar sobre as imagens e  surge"fotos.sapo.pt" 

" Um lindo presente de aniversário! Não acham?! "

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D