Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

TUDO AVULSO

Acontece-me... Por inspiração... transpiração... ou porque me apetece...

TUDO AVULSO

Acontece-me... Por inspiração... transpiração... ou porque me apetece...

30
Out19

Coisas da Natureza

Mariali

Fim de semana a apanhar algumas castanhas, abrindo ouriços, picando os dedos... Entre ouriços de castanhas perdidas, um grande ouriço abria e fechava dois buraquinhos, os olhos, tão discreto que, se não fosse o meu "armazenamento em memória" desde o tempo de criança, não o reconheceria-  o ouriço-cacheiro. Permaneceu tão imobilizado que seria difícil apercebermo-nos dele.

22893946_1488293911256255_7991567465771267604_n.jp73395366_2485649188187384_1769253859953213440_n.jp

 

Mais perto de casa, entre uma trepadeira e outras plantas de jardim, num tronco apodrecido, uma "montra" de pãezinhos de leite e de alfarroba.

Parece. :))

74235563_2503265969759039_7044129613961756672_n.jp

 

 

Desloco-me mais uns metros e visualizo umas florzinhas também elas guardadas na caixinha da memória . Tão lindas e subtis...

Não usamos herbicidas, talvez a razão de ainda existirem.

Nome?- Não sei.

74651336_2485649364854033_2226208800807845888_n.jp75226314_2485650761520560_5892823730022776832_n.jp

 

Claro que não poderia deixar de encontrar os santieiros (cogumelos, frades...) . Bem, não fui eu que os encontrei, essa perícia nunca existiu em mim. Mas cozinhei-os e saboreámos o petisco, também ele elaborado como nos tempos de criança.

14915437_1121034834648833_3635441066828011274_n.jp14732409_1121034644648852_2697623597815229837_n.jp

 

A atenção depressa se dispersa, e já me ia esquecendo dos medronheiros que foram transplantados neste local. Na altura, foi uma aventura. É um planta protegida e foi complicado transportá-la desde a minha terra natal, aonde tínhamos várias nos terrenos perto do rio, para esta, que é a do meu M. As plantas não aceitaram a mudança, foram dadas como mortas, as folhas caíram, os ramos desnudaram-se... Eu não queria acreditar. ..

Mas uma excelente poda e, sempre, bem regadas com muito carinho, sobreviveram e estão carregadas de frutos.

75521724_2485654351520201_3828885352072871936_n.jp73388549_2485654551520181_9199011197100228608_n.jp73515618_2485654738186829_7312856908694552576_n.jp

 

E um verdadeiro arranjo campestre que eu adoro. Em 30 segundos ficou pronto e transportei-o para cá, para a cidade onde moro, feito com arbustos e abóboras lá do local.

73222981_2493413187410984_492358261786279936_n.jpg

 

 

04
Out18

Em Outubro sê prudente (qb)

Mariali

No campo, por vezes, acontece um misto de tudo o que nos faz bem.

Beleza, envolvimento, prazer, satisfação. Não estivesse o campo mais ligado à vida, à realidade e simplicidade das coisas...

O céu como abrigo, noite e dia, cintilante e silencioso.

Mas desengane-se quem pensa que é só relaxar. Há sempre muito trabalho a fazer e a organizar. 

 

Lá diz o ditado, em Outubro sê prudente: guarda pão, guarda semente.

 

No nosso tempo, a oferta de mercado é tanta que já não necessitamos de ser assim tão prudentes. Por uma questão de economia e não gostando de desperdiçar aqueles produtos que têm menor durabilidade, dediquei-me a fazer compotas, concentrado de tomate e alguns congelados.

O resto está sendo guardado, naturalmente, de modo a conservar o máximo de tempo para ir sendo utilizado até às próximas colheitas...

 

Também é delicioso sentir estes sabores do campo pairarem pela cidade.

Devido ao post da Samantha, quero acrescentar. Principalmente, na época da colheita, que vai sendo quase todo o ano, depende do que é próprio de cada estação, distribuímos alguns produtos alimentares por várias famílias cá da cidade. Famílias não referenciadas, nossos vizinhos e até amigos. Devido à crise de emprego, os filhos voltaram a casa dos pais, alguns já casados e também eles com filhos...

Na aldeia, desconhecemos essa necessidade, as pessoas convivem mais de perto e entreajudam-se. São costumes e tradições de louvar. 

 

 

 *alguns registos do meu arquivo ;)

1377498_508672922551697_1074266662_n.jpg

21766428_1456183927800587_7677731920184099287_n.jp

DSCN1644.JPG

DSCN1654.JPG

 

 

15
Mai18

Porque sim...

Mariali

A cidade que adoptei, desde a mudança de estado civil, e já lá vão décadas, apesar de ser histórica, limpa e arrumada, pouco me tenho debruçado sobre ela, aqui, neste meu sítio. Porque, geralmente, uso fotos do campo, de viagens... E, também, porque prefiro ficar no meu cantinho sem grande publicidade.

Colhi flores espontâneas. No jardim, havia roseiras floridas, e, ainda, algumas camélias, lindas.

Uns dias por Lisboa, também . Pela 1ª. vez fui à feira da ladra; uma das minhas filhas insistiu em explorar o espaço e fazer algumas compras. Gostei. Almoçámos por lá. Sensação cosmopolita :) .  Nesse restaurante, falavam inglês, por mais que tentássemos expressar a nossa língua. No hotel, vigilância apertada, devido ao eurofestival...

Simpáticos. Calor humano. Gosto de Lisboa. Gosto da minha cidade. Gosto do campo...

Gosto da lua, de fotografia, pintura, caminhadas, viagens...

Gosto porque me faz bem. ;)

 

 

*pelo campo, colhi flores espontâneas 

31841729_1669977856421192_1259958175591825408_n.jp

*por Lisboa

32116986_1674815149270796_3213934760720072704_n.jp

 

32105125_1674813209270990_84362374693257216_n.jpg

32116326_1674817069270604_8783887622800932864_n.jp

32169359_1674812842604360_8368432232213250048_n.jp

32145407_1674819745937003_2932878221198229504_n.jp

 

 

 

30
Jan18

As primeiras camélias parecem rosas

Mariali

No campo.  A japoneira de camélias cor-de-rosa foi a primeira a florir, há já muito tempo.

Mas que pujança, apesar de pequenina. Cortei algumas flores para a aliviar da carga. Outras flores já caídas por terra, amontoei-as, e aqui deixo o registo.

Apesar de querer descontrair, não deixei de dedicá-las a quem partiu, principalmente a meu irmão. No sábado, fez 4 meses.

27067083_1572514982834147_8650570786525408162_n.jp

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D