Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

TUDO AVULSO

Acontece-me... Por inspiração... transpiração... ou porque me apetece...

TUDO AVULSO

Acontece-me... Por inspiração... transpiração... ou porque me apetece...

06
Nov18

Memórias- Para sempre Sophia

Mariali

 

Inventei a dança para me disfarçar.

Ébria de solidão eu quis viver.

E cobri de gestos a nudez da minha alma

Porque eu era semelhante às paisagens esperando

E ninguém me podia entender.

 

Sophia de Mello Breyner Andreson, in Coral, 1950

 

Foi a primeira mulher portuguesa a receber o mais importante galardão literário da língua portuguesa, Prémio Camões, em 1999.

 

14232643_1069071189845198_7686872302181189117_n.jp

 

02
Nov18

Outras serras, outro entardecer

Mariali

45153606_1918190994933209_4474069472352665600_n.jp

 

Nem sempre o que parece é. À primeira vista, parece ver-se o reflexo do sol a esconder-se no mar... Até pode haver interferência, mas os tons azulados que vislumbramos ao fundo, é o conjunto de ténues montanhas que se estende para lá de tudo, parecendo unir-se ao friso alaranjado do céu.

Na autoestrada, entre Terras de Basto e Fafe, na serra da Lameira, já anoitecia.

Com o carro em andamento, usufruímos do espectáculo.

E assim ficou o registo de mais um entardecer.

 

17
Out18

Viagens- Malta

Mariali

Ainda de ressaca do regresso de férias, desta vez fomos a Malta.

Não houve praia nem mergulhos. Sol, sim, muito, no percurso de visitas e passeios que permitiram conhecer Malta. O que as ilhas têm de melhor e que nos surpreenderam, deixando-nos "boquiaberta": a beleza natural e património.

Valletta, capital de Malta, o centro da cidade é magnífico, as praças, ruas principais, e outras ruas bem estreitas e íngremes, escadarios... Há paredes ocres, janelas e varandas (marquises) empoleiradas, de todas as cores e alguns feitios... O contraste do moderno com o antigo, as igrejas, as luzes, a noite e os bares...

 

No dia seguinte, visitámos a ilha de Gozo. Já, nessa ilha, seguimos num city sightseeing e percorremos os vários locais turísticos. Fizemos uma paragem mais prolongada, em Victória, capital desta ilha, onde explorámos o centro e a sua citadela. Deslumbrante. As mesmas cores. Os monumentos, o património, a história. Beleza.

 

No terceiro dia, apanhámos o autocarro para Valletta e de lá outro em direção a Birgu para a visita das "três cidades"(Birgu/Vittoriosa, Senglea e Cospicua). O porto de mar e as marinas. Quase em círculo. O passeio num comboinho turístico.

Regresso à cidade de Valletta por barco. Subida de elevador aos jardins Barraka Gardens. 

 

Mdina, também na ilha de Malta. Já lá chegámos muito tarde. Quase desanimadas, pelo chuvisco e pelo cair do dia. Mas a visita às ruas e ruelas, iluminadas pela luz do fim do dia, ainda tornou a cidade (antiga capital de Malta) mais surpreendente e mágica.

De novo a cor ocre, as janelas e portas coloridas e as marquises... As vistas fantásticas da muralha.

 

Tanta História por contar e por ver. Com certeza um destino a repetir, mas não por mim... Tenho tanto a conhecer... :)

 

*Valletta

DSC02089.JPG

DSC02115.JPGDSC02117.JPGDSC02129.JPGDSC02130.JPGDSC02160.JPGDSC02141.JPG

 DSC02187.JPG

 

 

 

 

 

*viagem e ilha de Gozo 

DSC02279.JPGDSC02282.JPGDSC02297.JPGDSC02307.JPGDSC02335.JPGDSC02318.JPGDSC02358.JPGDSC02332.JPG

 

 

 

*marina, as 3 cidades e Valeta

DSC02398.JPGDSC02447.JPGDSC02408.JPGDSC02424.JPG

DSC02436.JPG

 

 

 

*Medina

DSC02523.JPGDSC02472.JPGDSC02481.JPGDSC02497.JPGDSC02503.JPGDSC02513.JPG 

 

 

 

 

 

08
Out18

Aconselho a visita- Frida Kahlo

Mariali

Antes que a exposição partisse para outra cidade, lá fomos à cidade do Porto, eu e uma amiga. Valeu a pena. Também gostei da arquitetura do edifício Centro Português de Fotografia, não conhecia ao "vivo". E a exposição nesse espaço só beneficiou. Muita história. Amores e desamores...

 

Por uns instantes, ainda me identifiquei um "bocadichinho" com Frida, a fotografia, a pintura, a lua. Coisas que eu gosto... Mas depressa caí na realidade. Não... ;)

 

"Fotografias que refletem a intimidade e os interesses da pintora ao longo da sua vida atribulada: a família, o fascínio por Diego Rivera, seu marido, os múltiplos amores, os amigos e alguns inimigos, o corpo acidentado e a ciência médica, a luta política e a arte, os índios e o passado pré-hispânico, e a paixão pelo México e pelo seu povo".

 

*Frida Kahlo, as suas fotografias.

Centro Português de Fotografia

Antiga Cadeia e Tribunal da Relação do Porto

Largo Amor de Perdição

43119638_1878162825602693_7979013298446139392_n.jp

43086347_1901947990108300_6519644816412770304_n.jp

43070590_1878256885593287_9041509424891428864_n.jp

43169833_1878164852269157_8731616466354307072_n.jp

43082419_1878166145602361_7549341578993598464_n.jp

43174292_1878166375602338_9107923603701104640_n.jp

 

 

 

 

 

04
Out18

Em Outubro sê prudente (qb)

Mariali

No campo, por vezes, acontece um misto de tudo o que nos faz bem.

Beleza, envolvimento, prazer, satisfação. Não estivesse o campo mais ligado à vida, à realidade e simplicidade das coisas...

O céu como abrigo, noite e dia, cintilante e silencioso.

Mas desengane-se quem pensa que é só relaxar. Há sempre muito trabalho a fazer e a organizar. 

 

Lá diz o ditado, em Outubro sê prudente: guarda pão, guarda semente.

 

No nosso tempo, a oferta de mercado é tanta que já não necessitamos de ser assim tão prudentes. Por uma questão de economia e não gostando de desperdiçar aqueles produtos que têm menor durabilidade, dediquei-me a fazer compotas, concentrado de tomate e alguns congelados.

O resto está sendo guardado, naturalmente, de modo a conservar o máximo de tempo para ir sendo utilizado até às próximas colheitas...

 

Também é delicioso sentir estes sabores do campo pairarem pela cidade.

Devido ao post da Samantha, quero acrescentar. Principalmente, na época da colheita, que vai sendo quase todo o ano, depende do que é próprio de cada estação, distribuímos alguns produtos alimentares por várias famílias cá da cidade. Famílias não referenciadas, nossos vizinhos e até amigos. Devido à crise de emprego, os filhos voltaram a casa dos pais, alguns já casados e também eles com filhos...

Na aldeia, desconhecemos essa necessidade, as pessoas convivem mais de perto e entreajudam-se. São costumes e tradições de louvar. 

 

 

 *alguns registos do meu arquivo ;)

1377498_508672922551697_1074266662_n.jpg

21766428_1456183927800587_7677731920184099287_n.jp

DSCN1644.JPG

DSCN1654.JPG

 

 

19
Ago18

A praia, o sol e seus efeitos e a fotografia

Mariali

 Porque não tenho acesso às ferramentas necessárias, porque é um dia a não esquecer, editei este post de há 3 anos e repito a publicação... 

 

"É raro acontecer... Quando nada nem ninguém nos impede de marcar presença para assistir aos efeitos espectaculares do pôr do sol. 

Sozinha em casa, jantei e corri, tudo em modo bem acelerado. Sabia que o espectáculo não esperava por ninguém. Pareceu-me que cruzei com gente que caminhava, que namorava, que esperava mesa para jantar, que esperava também o pôr do sol, gente que talvez me conhecia. Pareceu-me...

O meu objectivo era outro e ficou cumprido. Fotografar, na praia, o pôr do sol e o depois do sol se pôr.

Viva o sol! Viva a fotografia!"

DSCN4763

DSCN4791

DSCN4654

DSCN4549

DSCN4553 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D